Baluarte Infernal: Resumo

Baluarte Infernal é a minha campanha épica dominical de Dungeons & Dragons 3.5 ambientada em Forgotten Realms, e quero compartilhar com vocês tudo o que acontece na minha última campanha da 3ª edição. Esta campanha dará ligação para a 4ª edição do D&D, juntamente com Forgotten Realms, e que iremos começar a jogar assim que esta terminar.

Drows estão invadindo o norte de Faerûn e se estabelecendo na superfície, sempre procurando locais escuros e escondidos e atacando povoados e vilarejos. Porém, os drows agem de forma completamente diferente do costume e parecem que estão fugindo de alguma coisa. Os rumores contados pelos bardos descrevem que eles fogem de criaturas diabólicas que vieram de uma fortaleza que surgiu das entranhas do inferno, reclamando o pagamento de um pacto ancestral feito há milênios.

Os Heróis

Luriel, um ranger elfo, foi criado por sua irmã Alana desde pequeno e agora quer encontrá-la, pois ela desapareceu dizendo que iria viajar e é sua única parente viva.

Silvenus
Silvenus e seu futuro tigre.

Silvenus é um elfo druida que busca ser um poderoso druida e criar seu próprio círculo druídico e ensinar tudo sobre a natureza e os animais para quem for merecedor.

Galanodel e Hugin.
Galanodel e Hugin.

Galanodel, o reservado elfo feiticeiro, anseia vingar a morte de seus pais, que morreram em um ataque de drows à sua pequena vila na floresta e aprender o que o mundo tem a oferecer.

Grudyff é um halfling ladino ágil e perspicaz órfão desde criança, que busca uma forma de se superar conquistando amigos, riquezas e fama!

Resumo da Campanha

Fronteiras Prateadas.
Fronteiras Prateadas.

Um batedor drow surgiu na Floresta Alaran (Floresta de Prata) e, usando um disfarce, se misturou com os habitantes da vila de de Escudo Vermelho tentando comprar o prefeito e o capitão da milícia. Porém, seus planos foram descobertos pelos aventureiros Luriel, Silvenus, Galanodel e Grudyff, que descobriram que ele veio de um portal em um antigo templo secreto na floresta.

Batedor drow. — por reddragonace.
Batedor drow. — por ~reddragonace.

Mas um lacaio do drow conseguiu fugir, e em uma retaliação, os drows atacaram e queimaram o vilarejo de Rhandas, local de onde os aventureiros vieram, destruindo-o quase completamente. Os aventureiros conseguem rastrear de onde veio o ataque e descobriram o templo secreto. Agora investigam o templo em ruínas para tentar localizar o portal e destruí-lo para sempre.

Aventuras Paralelas

Janos, O Redimido

Os heróis descobriram uma antiga cripta no alto de uma colina há muito esquecida pelo tempo. Os mortos erguiam-se de seus túmulos e tentavam levar os vivos para o seu tormento, criaturas que se alimentavam da morte e do mal perambulavam pela cripta e insetos cresciam em meio ao poder do mal, se tornando verdadeiras aberrações.

Eles chegaram à um imenso salão, onde haviam doze túmulos, e um deles estava intacto. De lá, surgiu um espectro do que um dia foi um homem, ele flutuava e atacou os aventureiros, seus golpes atravessavam armadura e carne enquanto sugava a força dos vivos. Os ataques dos aventureiros atravessavam-no sem surtir efeito e apenas magias afetavam-no mas com poder reduzido, incapaz de ferir a criatura.

Por sorte, os heróis conseguiram fugir, e descobriram que aquele era Janos, o último clérigo real do rei de Escudo Vermelho, que pereceu em um terremoto, levando toda a família Real. Sua tristeza foi tamanha que se exilou na cripta, e suicidou em frente ao túmulo do rei.

Os aventureiros ganharam um aliado, Alaskir, um sábio clérigo erudito que deu-lhes um óleo especial que seria capaz de trazer a redenção para Janos, mas que também deveriam realizar o funeral apropriado para o último clérigo real e desvincular seus pertences do fantasma.

Ao retornarem para a cripta, lutaram contra Janos, no lugar onde ele suicidou e Luriel usou o óleo em sua espada que enfim, trouxe a salvação para Janos, que redimiu-se com seu tormento. Os heróis realizaram o funeral e, agradecido, Janos deixou um amuleto, que seria para pagar sua dívida com os heróis, ajudando-os quando mais precisassem.

O golpe final.
O golpe final.

A Cura

O mestre de Galanodel, o feiticeiro Nerios tentava descobrir de onde vinham os drows que andavam na superfície. Capturou e enfeitiçou um drow, que começou a seguir as ordem o feiticeiro meio-elfo e que iria relatar tudo o que visse e ouvisse em meio aos drows.

Nerios conseguiu descobrir que havia um portal em algum lugar da floresta, mas antes que pudesse contar para alguém, um drow descobriu a localização de sua torre e transformou Nerios em pedra.

Na comunidade élfica de Alaranthar, o patriarca dos elfos, chamado Sillarius, contraiu uma terrível doença — a mesma que matou o pai de Silvenus — e definhava sem esperanças de cura, pois ele era apenas a segunda pessoa a contrair a Peste Infernal, e nenhum dos clérigos descobriu cura alguma.

Floresta de Prata (Alaran)
Floresta de Prata (Alaran).

Os heróis tentavam a todo custo encontrar a cura, tanto para Nerios, quanto para Sillarius. Conversaram com todos os sábios, eruditos, clérigos e druidas, leram todos os livros que encontraram… sem sucesso. Quando as esperanças se esvaíram, eis que Melindror, um centauro bardo consegue descobrir o místico reduto das fadas, que teria uma fonte que curava todos as doenças e maldições, mas que secou quando o ent que a protegia pereceu. No entanto, as fadas guardaram as duas últimas doses em um frasco de cristal, protegido por magias, armadilhas e perigos, pois tinham medo que pudesse ser usada para o mal.

Os heróis adentraram no reduto das fadas, em uma caverna atrás de uma cachoeira, enfrentando armadilhas e magias. Quando chegaram no local onde estava guardado o frasco, a caverna inteira começou a se desmoronar e em uma fuga desesperada, os heróis conseguiram sair vivos de lá e com as duas últimas doses da fonte das fadas, trouxeram a cura para Nerios e Sillarius.

Anúncios

4 comentários sobre “Baluarte Infernal: Resumo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s