A Torre Secreta de Miyeritar — Prólogo: Água Ruidosa

Este é o começo de uma aventura para personagens de primeiro nível, que avançou  até o quarto nível,  ambientada em Forgotten Realms, na vila de Água Ruidosa. Não colocarei o final desta aventura aqui, mas ela pode ser utilizada como uma ideia para uma aventura, aproveitando o conceito geral.

Introdução

A ledária Cidade-Biblioteca de Miyeritar já foi descrita em vários tomos antigos e histórias contadas pelos magos mais sábios, mas nunca foi encontrada. Chamada pelos eladrins de Faer’tel’miir, lendas dizem que a cidade possui diversas torres protetoras, que a impede de ser vista e encontrada por aqueles que a procuram.

Uma dessas torres, chamada de  A Torre Secreta de Miyeritar guarda um tesouro de valor incalculável, os Artefatos Astrais, forjados por eladrins, elfos e drows do reino perdido de Miyeritar, datando da era onde os drows ainda andavam pela superfície. Os artífices eladrins dizem que os artefatos obtêm poder do próprio Mar Astral e controlam o próprio multiverso, dano aos seus portadores a capacidade de viajar entre os planos.

A cidade despertou interesse de incontáveis magos e exploradores, mas nenhum conseguiu encontrar vestígios da cidade, até que despertou interesse do próprio Elminster Aumar que junto com o poderoso Lorde Mago de Águas Profundas, Khelben “Cajado Negro” Arunsun e sua esposa Laeral Mão Argêntea, encontrou a cidade perdida, mas ao custo do sacrifício de Khelben, que desapareceu após tê-la encontrado e renomeado-a para Rhymanthiin, A Cidade Oculta da Esperança.

Mas após o desaparecimento de Khelben, os pergaminhos de Elminster que continham as pesquisas e o caminho para a cidade perdida se perderam, e mais uma vez, os segredos e tesouros de Rhymanthiin se tornaram apenas uma vaga lembrança.

Personagens

Os Aventureiros

Vumerion Neblin, Humano Ladino, Imparcial, Léo

Esse ladino sorrateiro tem o passado desconhecido, mas possui uma dívida com o povo serpente de Najara e viajou para Água Ruidosa para saldá-la.

Kane Songsteel, Humano Vingador de Selûne, Bondoso, Dieguinho

Um vingador decidido, nasceu em Llorkh e, guiado por sua deusa foi para Água Ruidosa, onde viu um grande mal aparecer em sonhos enviados por Selûne.

Kestrel Carrol, Humano Bárbaro, Imparcial, Gylby

Vindo da Tribo das Montanhas Cinzentas, à nordeste de Água Ruidosa, este bárbaro poderoso foi até a cidade para avisar sobre uma movimentação hostil de Najara.

Azael Ap Chronozon, Tiefling Bruxo do Pacto Feérico, Imparcial, Marco

Carismático e misterioso, veio de algum lugar da Floresta Alta buscando os poderosos Artefatos Astrais, forjados por poderosos eladrins da Agrestia das Fadas.

Haldrith Siladar, Eladrin Mago, Leal e Bondoso, Warlley

Nascido em Secomber, este mago perspicaz e curioso, descobriu a localização de pergaminhos com um mapa até a lendária cidade-biblioteca de Miyeritar.

Toukoth Ironforged, Minotauro Paladino de Torm, Leal e Bondoso, Diego

Este paladino justo e solitário perambula pelo mundo em busca de um propósito, encontrou em Água Ruidosa sua próxima oportunidade para fazer sua justiça.

Prólogo: Água Ruidosa

Água Ruidosa
Mapa de Água Ruidosa

Água Ruidosa é uma pequena cidade humana ao sul da Floresta Alta e ao norte dos Charcos Elevados, com cerca de 2.000 habitantes. Fica situada entre os rios Vazão Cinzenta e Delimbiyr e é regida pela Senhora Fogo Lunar, uma meio elfa carismática e cortês.

A pequena cidade está sendo constantemente ameaçada por goblinóides, que saqueiam as fazendas que circundam a cidade, além de rumores sobre possíveis aliados do povo serpente de Najara e um esquema de mercado negro de escravos, operando escondidos dentro da cidade.

A cidade despertou interesse de vários aventureiros por estes e outros motivos e, quando eles se encontravam nas dependências da cidade, alguns na Taverna do Caneco Verde, outros na Curiosidades de Garwan, uma grande explosão devastou uma parte da muralha do Largo Sul. Goblins avançavam invadindo a cidade matando os habitantes que encontravam pela frente. Os aventureiros interviram, e lutaram contra os goblinóides, defendendo a cidade. Após o ataque encontraram um pergaminho nas posses do líder, o goblin mandingueiro Kerwig.

Pergaminho de Kerwig
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s